2009/10/10

Polis Cacém

Olá.

A 1 dia das eleições, afirmo peremptoriamente que vivemos num país de interesses, de chulos, corruptos e de promessas por cumprir.
A minha terra há mais de 35 anos, foi alvo de um programa recente (Polis) que modificou algumas coisas no Cacém. A maior alteração foi a Qualidade de Vida. Para pior, claro está.
O Cacém cresceu copiosamente de habitantes. A Polis contribui para isso com a construção de mais fogos habitacionais.
O Cacém ficou ainda mais congestionado. Mais pessoas implicam mais trânsito pedonal e, sobretudo, mais tráfego de veículos. A Polis contribuiu para isso com obras que pioraram o trânsito na baixa do Cacém, não tendo criado alternativas sustentáveis às obras efectuadas.
Só dou o exemplo da zona próxima do túnel que dá acesso à Avenida dos Bons Amigos e que é a principal entrada/saída da “cidade”. Semáforos para parar e parar constantemente. Uma amostra de rotunda que só complica para quem circula nela. Eu bem vejo de manhã os problemas graves quando apenas passa uma ambulância ou um carro de bombeiros em urgência, ou quando basta haver um pequeno toque entre dois veículos. Imaginem quando um desses veículos é um autocarro de passageiro. Já aconteceu!
O Cacém ficou com mais jardins. DE PEDRA! Para não falar mais do betão, A Polis contribuiu com a criação de mais alguns espaços abertos. Mas em vez de se colocar “verde” (relva, árvores), ou jardins-de-infância, foi colocada calçada. Muita calçada. Demasiada calçada. Não daquela à portuguesa. Daquela “linda à brava”.
O Cacém ficou com mais acessibilidades para os peões (é giro chamar peões em vez de pessoas). A Polis contribui, como já foi referido, com muita calçada, mas também muitas escadas e o arranjo de muitas ruas que ficaram com uma amplitude de arrepiar. A Polis esqueceu-se, como todos os irresponsáveis deste país se esquecem, das pessoas, digo dos peões, com deficiência física. Onde é que foram criados acessos para estas pessoas?
Um bom exemplo é o da zona criada junto ao Mercado do Cacém no Largo D. Maria II. Aqui podemos encontrar o largo espaço de calçada, uma escada com um comprimento enorme e uma amplitude montanhosa e a falta de acessos para pessoas com deficiência, que quase têm de ir dar a volta a Rio de Mouro, para não ir mais longe.

Relativamente às fotografias que se seguem, referem-se a uma zona que a Polis simplesmente se esqueceu. Praceta e Rua João de Deus, Rua Alfredo José Marques, Travessa Alice Oeiras e Travessa da Bela Vista.
A Polis prometeu requalificar, construir, arranjar. Chamem-lhe o que quiserem. Toda a zona foi deixada ao abandono, à bicharada. Não cumpriram.
Eu penso que se calhar até foi melhor, porque senão que mamarracho é que iria sair dali se tivessem lembrado de fazer alguma coisa?
Após bastante tempo a Junta de Freguesia do Cacém e a Câmara Municipal de Sintra lá se mexeram e resolveram iniciar as obras. Só acho injustificável meter mãos à obra tão perto das eleições? Porque será? Será coincidência?
E depois das eleições?
Se ganhar quem lá está, acabam as obras rapidamente? Ou, já que ganharam, vão acabando aos poucos?
E se perder quem lá está? As obras acabam porque a gestão anterior não foi a melhor e não há dinheiro para estas obras? Ou continuam as obras da mesma forma, e acabam-nas sem atrasos e derrapagens orçamentais?
A ver vamos? Cá estarei para ver o andamento das obras, e o resultado final.


Carpe Cacém!

2009/10/07

Queres Boleia?

Olá.

E se um dia alguém desconhecido lhe der uma boleia?
Hoje em dia é preciso ter cuidado com as boleias que damos, mas também é preciso ter muitíssimo cuidado se pedirmos boleia a alguém. Pode ser algum maníaco, ou um serial-killer, ou mesmo algum acelera com trauma de infância por nunca ter tido hipótese de brincar com carrinhos.

Divirtam-se com o vídeo.

video

Carpe boleias!

2009/10/06

Promoções na EN125



Olá.

Após uma ligeira ausência aqui estou eu de volta.
A minha ausência deve-se a duas razões: 1) não me apetece escrever nada por falta de vontade; 2) existem também outras coisas para fazer na vida.

Mas hoje apeteceu-me vir até aqui falar de um assunto actual e que se passa na famosa Estrada Nacional 125 (EN125).
Parece que por lá andam umas prostitutas, na sua maioria romenas, e que se vendem ao desbarato.
Pois é! De noite ou de dia, o negócio lá vai aumentando por toda a estrada. Mas é um negócio que tal como o país todo também está a atravessar uma crise. Por falta de dinheiro da clientela, e agora que o Verão já acabou, a profissão mais velha do Mundo está a atravessar uma profunda crise. Acho que até já se oferecem a preços reduzidos aos estudantes algarvios. Qualquer dia até pagam só para fo...er. Já estou mesmo a ver os placards promocionais na EN125:

- 2 Buracos pelo preço de 1.
- Leve um Bro…e nós oferecemos uma pun…ta.
- Completa com oferta de vale de desconto na próxima visita.
- Pague 1 e Fo…a duas.
- Buracos do preço que você quer.
- Com ou sem, o preço é você que tem.
- As posições que quer ao preço de um orgasmo facial.
- 2 Horas e uma é de borla.
- Você fo…e e se não gostar nós devolvemos o dinheiro.
- Wortem sempre! O an…l será de graça.

Etc…Etc…Etc…

Se alguém estiver interessado em conhecer o negócio ‘por dentro’ não se esqueçam sempre de regatear. É provável que consigam chegar ao que desejam.

E dizem vocês: ‘Tanto tempo de ausência, para escrever isto mais valia não ter vindo’.

E eu respondo: Se não fosse para escrever esta parvoíce podem ter a certeza que hoje não tinha saído nesta paragem.

Carpe mês de Outubro!

2009/09/25

Revelasfotos

Olá.

Quem me conhece sabe que gosto muito de fotografia (amadora). De vez em quando lá vou tirando umas fotos ao que calha.
Por isso…
…hoje passo por aqui para sugerir e convidar todas as amigas e amigos que me visitam por estas bandas a visitarem também o seguinte sitio:

http://revelasfotos.blogspot.com/

Aqui irei mostrar fotografias da minha autoria, assim como um pequeno comentário (daqueles que me saem da alma improvisados).

Apreciem.

Carpe http://revelasfotos.blogspot.com/

2009/09/24

Ex-Futura Esposa

Olá.

Recebi um e-mail com uns poemas espectaculares, que faço questão de partilhar com todos vós. Leiam até ao fim. Vale a pena.

POEMA ESCRITO POR ELE (o noivo):

Que feliz sou eu,meu amor!
Já,já estaremos casados,
o café da manhã na cama,
um bom suco e pão torrado

Com ovos bem mexidinhos
tudo pronto bem cedinho
depois irei pro trabalho
e voce para o mercado

Daí vc. corre prá casa
rápidinho,arruma tudo
e corre pro seu trabalho
para começar seu turno

Voce sabe que de noite
gosto de jantar bem cedo
de ver voce bem bonita
alegre e sorridente

Pela noite mini-séries
cineminha bem barato
nunca iremos ao shopping
nem a restaurantes caros

Voce vai cozinhar pra mim
comidinhas bem caseiras
pois não sou dessas pessoas
que gosta de comer fora...

Voce não acha querida
que esses serão dias gloriosos?
Não se esqueça meu amor
que logo seremos esposos!

POEMA ESCRITO POR ELA

Que sincero meu amor!
Que oportuna tuas palavras!
Esperas tanto de mim
que me sinto intimidada

Não sei fazer ovo mexido
como sua mãe adorada,
meu pão torrado se queima
de cozinha não sei nada!

Gosto muito de dormir,
até tarde, relaxada
ir ao shopping fazer compras
com a Mastercard dourada

Sair com minhas amigas,
comprar só roupa de marca
sapatos só exclusivos
e as langeries mais caras

Pense bem,que ainda há tempo
a igreja não está paga
eu devolvo meu vestido
e voce seu terno de gala

E domingo bem cedinho
prá começar a semana,
ponha aviso num jornal
com letras bem destacadas

HOMEM JOVEM E BONITO
PROCURA ESCRAVA BEM LERDA
POR QUE SUA EX-FUTURA ESPOSA
MANDOU ELE IR PRÁ MERDA!!!!!!

2009/09/22

Protestos



Olá.

Venho por este meio, por parte da minha estimada pessoa, estabelecer os seguintes protestos:

- Contra a exagerada distribuição inútil de papel nas campanhas eleitorais, que provocam lixo nas ruas de todo o país;

- Contra a poluição sonora dos automóveis nas campanhas eleitorais, que fazem um barulho ensurdecedor em sistemas sonoros de 2ª categoria;

- Contra a violência verbal usada nas campanhas eleitorais, que é semelhante aos grunhidos dos chimpanzés num jardim zoológico;

- Contra a falta de ideias nas campanhas eleitorais, que fazem rebaixar os nossos antepassados de descobridores e exploradores que procuravam sempre novos caminhos nesses horizontes sem fim;

- Contra os antigos presidentes da república, que aparecem nas campanhas eleitorais ao lado de partidos políticos, quando deviam continuarem sempre neutros após representarem um só povo;

- Contra os cartazes nas campanhas eleitorais, que prejudicam muitas das excelentes vistas deste nosso país, e que acabam por ficar meses nos mesmos locais após a realização das eleições;

- Contra as “Juventudes” nas campanhas eleitorais, que só sabem encher os copos a uns e esvaziar as bolas a outros (este não é mesmo para perceber);

- Contra os políticos com cargo (primeiro-ministro, ministros, presidentes de câmara e de junta, etc), que nas campanhas eleitorais abandonam as suas funções par andar a passear à conta do dinheiro de quem trabalha.

- Contra muitas outras coisas que se continuasse aqui a escrever nunca mais acabaria.

Carpe protestos!

2009/09/21

7 vidas pelos Metallica

Olá.

Quem me conhece sabe que sou fã dos Metallica.
Mas fiquei a saber que existe no Mundo quem seja mais do que eu. Acredito que até viva 7 vidas pelos Metallica.
Ora vejam.

video